Senhoras e senhores, fazia um tempo que não escrevia aqui então é bom tê-los de volta lendo esse artigo, já somos mais de 650 seguidores no facebook e isso é excelente.

Bom, esse não é um artigo como os outros. Além do tema principal de quando decidir fazer um curso de programação também vou aproveitar e divulgar aqui neste humilde espaço o planejamento de um curso de programação que vou montar aqui em Fortaleza.

Escolhendo um bom curso e a absorção de conhecimento

Tenho a filosofia de que cada um sabe o que é melhor para si, mas também é bom ouvir uma segunda opinião.

Entrei no mundo da programação por vontade própria sem atender à nenhuma faculdade, fui direto para a prática, para o mundo profissional e nunca me arrependi disso, apesar de alguns conhecimentos ainda estarem me faltando. Essa experiência me permitiu entrar em contato com várias maneiras diferentes de aprender. Procurei aprender com cada uma delas: cursos presenciais, cursos online dos mais diversos tipo, livros e projetinhos. Em minha opinião, essa variedade me colocou em uma posição capaz de absorver o melhor de cada proposta, assim como analisar o pior para poder aperfeiçoá-la. O resultado vou colocar no final deste artigo, mas a idéia central para uma melhor absorção de conhecimento é:

  • Conhecimento se dá através de um estudo teórico breve e focado;

  • Conhecimento se dá através do domínio de uma linguagem, não de um framework;

  • Conhecimento se dá através da aplicação em projetos introdutórios e projetos que simulem a realidade;

  • Conhecimento se desenvolve melhor através da interação e troca de idéias;

  • Conhecimento se desenvolve melhor quando impulsionado por um objetivo;

  • Conhecimento é absorvido melhor quando repassado por professores que já passaram pela dificuldade de aprender e já executaram o próprio plano que recomendam. E esse é o grande motivo por que aulas de faculdade são desestimulantes. O conhecimento é passado em sua maioria por acadêmicos que não possuem vivência na área e quando possuem, não possuem a liberdade de ministrar a aula como entendem. O resultado acaba sendo que aulas de faculdade são oficinas que nivelam alunos por baixo. A tendência é que o pior e melhor aluno tenham basicamente o mesmo conhecimento, sendo, claro o mais prejudicado o melhor aluno, posto que o "pior" aluno muitas vezes está se dedicando a atividades mais voltadas ao campo profissional.

Razões Para Se Fazer um Curso ou Situações em que Você Deveria se Matricular

Se quer saber o básico da lógica de programação

Está no ensino médio e já quer partir com uma grande vantagem? Faça um curso de lógica de programação em uma linguagem em que você já possa ir pro mercado de trabalho, dando-lhe ferramentas para trilhar o caminho para ser um desenvolvedor.
Deixe para aprender C na faculdade. É uma maneira não-ortodoxa, mas não tenho medo de dizer que será efetiva.

Se quer obter um emprego, mudar de emprego ou melhorar sua posição na empresa

Você não vai encontrar muitos cursos por aí com esse viés tão claro, mas esse deveria ser um objetivo que todo curso deveria tentar alcançar e isso deve ser feito não somente através de um bom conteúdo e bom plano, mas também com dicas profissionais.

Quando você quer se profissionalizar de maneira rápida e eficaz

Cursos profissionalizantes geralmente são mais um daqueles que o papel vale mais que o conhecimento ou que o preço das ações vale mais que o valor contábil e pior: não te traz retorno nenhum. Não acredito em cursos assim e detesto certificações e diplomas. Quer uma certificação de minha parte? Me mostre que você é disciplinado e aprende rápido, então vou lhe recomendar pessoalmente para a empresa onde trabalho.

Quando se quer aprender uma tecnologia específica para ter um outro trunfo na manga.

É backend, mas quer ter noções de javascript, html e css para poder pegar projetos freelancer? É frontend e quer saber fazer sua própria API para também ampliar sua comunicação e pegar projetos freelancer? Quer saber se uma tecnologia é promissora para não ficar desatualizado?

Essas são todas possibilidades válidas. Acredito muito que uma turma deve ser heterogênea, uns devem saber mais que outros para que o aprendizado conjunto se potencialize ao máximo. Em compensação, uma pessoa não deve ser obrigada a pagar por áreas do curso que não está interessada, isso é péssimo. Por isso é importante a modularização de disciplinas, logo do preço.


Curso Programador Objetivo

Como indiquei na introdução desse artigo,iria divulgar meu curso de programação.

Os detalhes do curso, como a filosofia, práticas, cronograma, preços e demais instruções serão explicados neste artigo. Sintam-se à vontade para incorporar as idéias que serão expostas aqui.

Espero um feedback de todos, inclusive daqueles que não residem em Fortaleza. Desde já, muito obrigado!

Sobre o Autor

Johel Carvalho

Johel Carvalho

Engenheiro Civil formado pelo Instituto Militar de Engenharia (IME-RJ) em Dezembro de 2012. Largou a profissão pelo desenvolvimento web, começando com C# e sendo atualmente aficionado por JavaScript.

comments powered by Disqus